segunda-feira, 12 de outubro de 2009

A ALEGRIA E O TRÁGICO EM NIETZSCHE

Privilegiando os temas do niilismo e do eterno retorno, a palestra pretende mostrar que um dos principais objetivos de Nietzsche ao criar uma filosofia trágica é defender uma alegria incondicional com a vida, uma aprovação jubilatória da existência. São muitos os textos de Nietzsche que vão neste sentido. Será privilegiado, nesta exposição, o lugar onde o tema da alegria é apresentado com maior relevância: o livro que, para ser condizente com a idéia de trágico e a tentativa de escapar da racionalidade conceitual da filosofia, utiliza uma forma de expressão artística, ou melhor, poético-dramática, que permite considerá-lo o ápice da filosofia de Nietzsche.
Como relacionar a alegria e o trágico? A relação entre esses dois elementos é pensada pelo filósofo Roberto Machado a partir da filosofia trágica de Nietzsche. A afirmação da vida era uma questão muito cara ao filósofo alemão. Para que a vida fosse afirmada, seria preciso combater o pessimismo causado pelo niilismo, particularmente, o niilismo passivo. O programa apresenta os outros tipos de niilismo e também a resposta encontrada por Nietzsche à passividade e ao pessimismo.
TRECHO DO DVD
video

Nenhum comentário:

Postar um comentário